Jeep revela imagens do novo Commander

Vídeo mostra o design completo e o nome da versão topo de linha do SUV de 7 lugares, que será apresentado no dia 26

Por REDAÇÃO AB
  • 17/08/2021 - 09:16
  • | Atualizado há 2 semanas, 1 dia
  • um minuto de leitura

    Finalmente acabou o mistério sobre o visual definitivo do novo Jeep Commander, SUV que será apresentado oficialmente no próximo dia 26 de agosto. A montadora revelou vídeo (veja abaixo) e fotos que mostram pela primeira vez como será o exterior do modelo, que teve diversos detalhes do seu projeto divulgados ao longo dos últimos meses em forma de vários teasers.

    Primeiro modelo nacional da Jeep para 7 pessoas, o modelo foi projetado no Brasil e será produzido na fábrica de Goiana (PE), ao lado dos primos Renegade e Compass, com os quais ele compartilha a plataforma.

    Além de mostrar o design final da carroceria, o material também apresenta o novo nome de uma das versões de acabamento, possivelmente a topo de linha, que se chamará Overland. O material oficial foi divulgado entre o fim da noite da segunda-feira e o início da terça-feira, 17, logo depois que houve o vazamento nas redes sociais de uma imagem sem disfarce do novo carro, que teria sido retirada de um material destinado ao treinamento da rede autorizada.


    Ao contrário do interior, que traz diversas similaridades com a linha 2022 do Compass (já que compartilha várias peças com ele), o exterior mostra uma personalidade própria, muito próxima do sofisticado Grand Cherokee L, como nas lanternas horizontais e na grade mais estreita e integrada aos faróis full-led.

    Assim como ocorreu nos outros vídeos promocionais, a Jeep também escondeu na última filmagem um segredo em forma de código morse inserido na trilha sonora. Desta vez, a mensagem era “Fabricado e desenvolvido no Brasil”. Além disso, havia também duas fotos do Commander entre as cenas do vídeo: ambas a 5,98 segundos do começo e do final, que seria uma alusão ao nome interno do projeto do modelo: 598.

    A Jeep não revelou detalhes técnicos do Commander, mas já se sabe que ele será movido pelo motor 1.3 turbo flex, que na gama Jeep estreou com o Compass. Serão 185 cv e 27,5 kgfm com etanol no tanque, associado à transmissão automática de 6 marchas e tração dianteira.

    As versões mais caras virão com o conhecido 2.0 turbodiesel, que pode passar por melhorias para saltar dos atuais 170 cv para aproximadamente 200 cv. Nesta configuração, o Commander terá tração integral e câmbio automático de 9 marchas.

    Posicionado acima do Compass e abaixo do Grand Cherokee, o Commander deve partir dos R$ 200 mil na versão de entrada com motorização flex. Nas configurações movidas a diesel, quem quiser comprá-lo não deve pagar menos de R$ 230 mil.