Tesla no piloto automático bate em carro de polícia parado, de novo

Fabricante americana de elétricos vem sendo investigada por 11 acidentes envolvendo seu sistema semiautônomo, todos em condições semelhantes

Por REDAÇÃO AB
  • 31/08/2021 - 13:32
  • | Atualizado há 2 semanas, 1 dia
  • um minuto de leitura

    Mais um modelo da Tesla bateu num veículo de emergência que estava parado, aumentando a lista de carros da marca americana que se envolveram em colisões enquanto usavam o sistema semiautônomo de condução. Desta vez, a batida ocorreu em uma rodovia de Orlando, na Flórida (EUA), na madrugada do último domingo.

    O policial parou ainda à noite e ligou as luzes piscantes da viatura para auxiliar um motorista em um Mercedes-Benz quando um Tesla Model 3 2019 bateu nos dois veículos estacionados e por pouco não atingiu o oficial. Segundo a Florida Highway Patrol, a condutora do Tesla disse que no momento do acidente seu carro estava com o recurso Autopilot ligado.

    Esse acidente é mais um de uma longa série na qual um Tesla atinge uma viatura policial, ambulância ou carro de resgate que está parado. No último dia 16, a agência americana de segurança no trânsito NHTSA abriu uma investigação para analisar possíveis problemas envolvendo o sistema de condução semiautônomo dos Tesla, que poderia ser responsável por 11 acidentes desde janeiro de 2018. A análise abrange os modelos Y, S, X e 3 das linhas 2014 a 2021, o que poderia afetar cerca de 765 mil carros.

    Segundo o relatório do órgão, todas as 11 colisões – que já provocaram uma morte e 17 feridos – ocorreram no mesmo tipo de situação: à noite e um cenário com luzes de emergência piscando, o que poderia ter confundido o sistema que permite que o carro possa ser conduzido sozinho, sem auxílio do motorista, embora a prática não seja recomendada pela fabricante de veículos elétricos.