Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Vendas da Mini devem crescer 28% este ano
Nina entrou no Grupo BMW há sete anos (foto: Mário Curcio)

Mercado | 03/06/2014 | 22h11

Vendas da Mini devem crescer 28% este ano

Diretora Nina Dragone quer emplacar 2,8 mil carros em 2014

MÁRIO CURCIO, AB

Há pouco menos de um ano na direção da Mini, Nina Dragone está otimista com o desempenho da marca, que comemorou cinco anos de Brasil em abril. “Os emplacamentos de janeiro a abril foram 70% maiores do que no mesmo período do ano passado. Até o fim do ano esperamos vender 2,8 mil carros”, diz Nina. “Cresceremos 28% sobre 2013”, comemora. Parte dessa confiança vem da terceira geração do carrinho, que já está chegando às concessionárias (leia aqui).

Com a atualização dos emplacamentos divulgada pela Fenabrave, o acumulado de janeiro a maio deste ano revela que a Mini cresceu ainda mais, 75,8% no confronto com os mesmos cinco meses de 2013.

Será que a Mini encontrará fôlego para crescer também em 2015? “Prefiro não arriscar projeções. É preciso ver o que vai acontecer este ano.” Segundo Nina, a rede de revendas tem hoje 26 unidades e está sendo ampliada: “Até o fim do ano serão certamente 31 concessionárias”, diz a diretora.

Sobre as praças com maior volume de vendas, ela diz: “Depois do Estado de São Paulo vêm Rio de Janeiro, Paraná e Minas Gerais. Por região, o Sul é o mais forte depois do Sudeste. Também estamos no Nordeste e Centro-Oeste.”

Nina Dragone entrou para o Grupo BMW há sete anos, onde atuou na divisão de serviços financeiros. Tornou-se diretora da Mini em setembro de 2013.



Tags: Nina Barone, BMW, Mini, serviços financeiros, emplacamentos.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência