Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Internacional | 29/01/2016 | 16h05

Renault quer intensificar participação no Irã

Montadora planeja lançamentos com as joint ventures com Saipa e Iran Khodro

REDAÇÃO AB

A Renault reafirma sua intenção de crescer no mercado automotivo do Irã a partir da estratégia de novos lançamentos por meio da joint venture Renault Pars que mantém com as duas principais fabricantes de veículos do país, a Saipa e a Iran Khodro. Desde 2003, quando iniciou suas operações naquele mercado, a parceria permitiu ao grupo produzir cerca de 500 mil veículos no país.

O planejamento estratégico foi reafirmado pelo grupo durante a ocasião da visita oficial do presidente do Irã, Hassan Rohani, a Paris, na França, após a suspensão das sanções econômicas contra o Irã impostas pelos Estados Unidos e alguns países da União Europeia. Com isso, bancos franceses e iranianos retomaram relações de forma fluída.

“Com um mercado no valor de 2 milhões de veículos em 2020, o Irã tem um potencial inegável. A Renault tem planos ambiciosos no Irã e discussões avançadas estão em andamento com Saipa e Iran Khodro para intensificar nossa presença, desenvolver as nossas estruturas e apoiar o setor automotivo no Irã”, disse Bernard Cambier, diretor da região da África-Oriente Médio-Índia.

Em 2015, as vendas do Grupo Renault no Irã subiram 56,1% sobre 2014, ao atingir o total de 51,5 mil veículos e 4,8% de market share. No ano passado, dois novos modelos começaram a ser fabricados no Irã: uma versão picape do Logan com a Iran Khodro e o Sandero com a Saipa.



Tags: Renault, joint venture, lançamentos, Irã, Iran Khodro, Saipa.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência