Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Kia quer ampliar rede atual para 95 lojas
José Luiz Vendramini foi contratado no fim de 2019 para reestruturar a rede Kia, hoje com 80 concessionárias

Mercado | 28/01/2020 | 19h00

Kia quer ampliar rede atual para 95 lojas

Novos showrooms e até dois boxes estarão em cidades próximas de concessionárias plenas

MÁRIO CURCIO, AB

A Kia Motors pode ampliar sua rede de concessionárias em até 15 unidades, passando dos atuais 80 para 95 pontos de venda. O motivo é uma reestruturação iniciada em novembro com a contratação de José Luiz Vendramini como diretor de planejamento estratégico da rede. A Kia também pretende ampliar a cobertura nacional, atualmente em 60%.

“Os novos pontos de venda não terão apenas showroom, mas também um ou dois boxes de serviço. Essas unidades estarão em cidades próximas a uma concessionária completa e por isso serão do mesmo grupo”, afirma Vendramini.



O executivo considera ações em shoppings e aeroportos, mas estas não serão prioridade, já que pontos desse tipo ficam em cidades onde a Kia já tem concessionárias. O objetivo é mesmo fincar bandeira em novas praças.

Vendramini concedeu entrevista a Automotive Business durante o lançamento do Kia Rio, à venda em versões de R$ 69.990 e R$ 78.990. Com o novo modelo, com a expansão da rede e o crescimento esperado para 2020 no setor automotivo, a Kia projeta emplacar ao menos 12 mil unidades este ano, quase 30% a mais que no ano passado.

O Kia mais vendido em 2019 foi o Sportage, com 4,1 mil unidades emplacadas. Ele concorre com Jeep Compass e Hyundai iX35, por exemplo. O segundo Kia em volume foi o utilitário Bongo, com 2,4 mil licenciamentos. O sedã Cerato teve menos de 2 mil emplacamentos porque o novo modelo só entrou na rede em setembro. Para 2020 a empresa espera cerca de 4 mil unidades.

Outros Kia à venda no Brasil são o sedã Stinger, o SUV Sorento, a minivan Grand Carnival e o monovolume Soul. Gandini diz que há estudo para produzir na fábrica uruguaia da Nordex (a mesma que monta o Bongo) mais um modelo da Kia, sem revelar, no entanto, o que seria. A cautela se justifica. O Bongo começou a ser fabricado ali em 2010, mas teve sua produção interrompida de março de 2016 até o início do ano seguinte por causa da crise econômica do Brasil.



Tags: Kia, rede, concessionárias, revendas, José Luiz Vendramini, Rio, Sportage, Bongo, Cerato, Carnival, Soul, Sorento.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência