Automotive Business
  
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Mercedes-Benz estende férias coletivas e irá negociar redução de custos com sindicatos
Sede da Mercedes-Benz do Brasil em São Bernardo do Campo: tudo parado até 2 de maio

COVID-19 | 03/04/2020 | 16h22

Mercedes-Benz estende férias coletivas e irá negociar redução de custos com sindicatos

Todas as unidades de produção da empresa no Brasil estão paradas desde 23 de março

REDAÇÃO AB

A Mercedes-Benz informou na sexta-feira, 3, que irá estender a paralisação total de suas linhas de produção no Brasil até o próximo dia 2 de maio. Além disso, revela sua preocupação com a saúde financeira da empresa e confirma que irá negociar com sindicatos dos trabalhadores alternativas para ajustar custos.




Desde 23 de março a empresa suspendeu as operações das unidades de São Bernardo do Campo, Campinas, Iracemápolis (SP) e Juiz de Fora (MG) como medida para evitar a contaminação dos funcionários pela Covid-19, doença causada pelo coronavírus. A maioria dos cerca de 10 mil funcionários está em férias coletivas, que inicialmente estavam previstas para durar até 20 de abril e seriam emendadas com o feriado de Tiradentes (21), com retorno ao trabalho no dia 22. Agora a volta ao trabalho foi postergada para 4 de maio, mas a empresa frisa em comunicado que o regresso vai “depender da situação do País”.

Em comunicado, a Mercedes afirma que a extensão da paralisação de suas atividades tem o objetivo de preservar a saúde dos empregados, mas “também, como não poderia deixar de ser, com a saúde financeira da empresa”, que parada pela pandemia não gera receitas.

A exemplo de outras empresas que já decidiram adotar reduções de jornada e salários ou suspensão de contratos de trabalho (layoff) para reduzir as despesas em tempos de caixa curto, a Mercedes informa que irá “iniciar um processo de negociação com os sindicatos a fim de definir alternativas de gestão de mão de obra que possibilitem ajustar nossos atuais custos e volumes de produção à atual realidade”, diz o comunicado.



Tags: Mercedes-Benz, indústria, paralisação, férias coletivas, coronavírus, Covid-19, sindicato, trabalho, negociação, jornada, layoff.

Comentários

  • Josiasluiz de souza silva

    Aempresa com sindicato está fazendo o correto em preservar a vida e a saúde dos seus funcionários,espero que ela possa olhar para frente,que esse ano era um ano bom produtivamente e que todos seus colaboradores na planta de São Bernardo estavam empenhados a alcançar todos os objetivos produtivos. E que ela não desligue funcionários nesse momento difícil. E consiga com sindicato alguns mecanismos para garantir o bem maior dos funcionários que são seus empregos.

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência