Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias
Power Systems Research melhora previsão de produção e vendas de veículos comerciais no Brasil

Mercado | 25/09/2020 | 18h03

Power Systems Research melhora previsão de produção e vendas de veículos comerciais no Brasil

Consultoria aponta crescimento contínuo a partir de 2021 para caminhões, ônibus máquinas agrícolas e de construção

SUELI REIS, AB

As vendas e a produção de veículos comerciais no Brasil deverão traçar uma reta de crescimento constante a partir de 2021 e até pelo menos 2025, aponta a consultoria especializada Power Systems Research, que divulgou sua nova projeção para os mercados de caminhões, ônibus, máquinas agrícolas e de construção. Todos os volumes indicados são melhores do que os da última avaliação, divulgada no início de maio (leia aqui).

Entre maio e agosto, a economia em geral começou a dar sinais de recuperação à medida que os municípios retomaram suas atividades, que foram paralisadas por causa da pandemia. No entanto, a retomada que vem se consolidando ao longo dos meses não é suficiente para cobrir o tombo já verificado para o ano. Desta forma, a Power Systems Research mantém sua estimativa de que os volumes só voltem a crescer a partir de 2021, quando os mercados devem alcançar níveis semelhantes aos de 2019.

Isso porque o cenário do terceiro trimestre indica alguns pontos que demandam atenção, segundo a PSR, como os níveis de produção próximos aos de vendas, ainda como forma de ajustar as fábricas às novas demandas e consumir os estoques, além de queda nas exportações e problemas pontuais com a cadeia de suprimentos.

Embora a consultoria confirme uma recuperação em “V” em 2020, mas ainda em queda com relação a 2019, a inflação e o aumento dos preços dos veículos e das máquinas vai ocorrer devido à desvalorização cambial. Uma preocupação é o aumento da dívida pública, que neste ano deve se aproximar de 100% do PIB, em função das medidas emergenciais de enfrentamento do coronavírus instaladas pelo governo aliada a queda na arrecadação. De qualquer forma, a PSR reforça que mesmo com a recuperação dos mercados, são necessárias reformas para sustentar o crescimento previsto a partir do próximo ano.

PRODUÇÃO E VENDAS


A nova projeção de volumes de produção e vendas de veículos comerciais da Powers Systems Research mostra uma média anual de 175 mil caminhões e ônibus entre 2018 e 2025, abaixo da média de 200 mil verificada no período até 2014, quando teve início a última crise econômica no País.

Para 2020, a previsão indica que serão produzidos 102 mil veículos, na soma de caminhões e ônibus, a maior parte graças ao segmento de transporte de carga, que vem se recuperando em velocidade melhor que os demais. Embora a consultoria espere queda para ambos os segmentos, o maior virá do mercado de ônibus, cuja queda deve beirar os 40%. Com isso, as vendas totais devem ficar em 100 mil unidades, considerando caminhões e ônibus.



Com o aumento gradativo desses volumes, a consultoria projeta que a produção de veículos comerciais no Brasil deva atingir as 185 mil unidades em 2025, superando 2014, mas ainda abaixo do recorde de 2013, quando a indústria nacional produziu 223 mil caminhões e ônibus. Até lá, espera-se que as vendas estarão no patamar de 162 mil unidades.

No ano que vem, a companhia estima recomposição dos estoques mais em função do mercado interno, uma vez que a recuperação das exportações em 2021 deverá ser modesta e parcial no ano seguinte.

Para máquinas agrícolas, as estimativas também estão melhores que a projeção anterior, uma vez que o agronegócio continua mantendo sua produtividade em alta, o que deve garantir o crescimento tanto da produção quanto das vendas do segmento com relação a 2019. A PSR prevê alta de 1,6% do volume de produção neste ano, para algo em torno de 61 mil unidades neste ano, além do aumento de 3,6% das vendas com relação a 2019, para 57 mil.

O segmento segue sustentado pelo cenário favorável, com excelentes preços de commodities agrícolas e com o aumento de empresas que estão explorando a tecnologia no setor de máquinas. Por outro lado, a recessão global seguirá afetando a exportação. Em cinco anos, a PSR estima que a produção de máquinas agrícolas chegue a 91 mil unidades com a venda de 85 mil equipamentos.

Nas máquinas de construção, a produção de 2020 deve ainda ficar abaixo de 2019, com queda de 7,8%, para um total de 24 mil equipamentos, mas com vendas 22% maiores, passando de 18 mil em 2019 para 22 mil neste ano. A evolução dos negócios no segmento deve ser reforçada com a estimativa de obras na área de infraestrutura, impulsionadas pela aprovação do programa nacional de saneamento (PL 4162) e pelo investimento de R$ 1 bilhão em obras de estradas que estão sendo executadas pelo exército.

Em cinco anos, o setor pode alcançar o nível de 32 mil máquinas produzidas e 26 mil vendidas.





Tags: Mercado, caminhões, ônibus, máquinas agrícolas, máquinas de construção, Power Systems Research, projeção.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência