Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

| 05/08/2010 | 00h00

Chery quer aproximação com fornecedores locais

Chineses já estiveram no Sindipeças para entendimento.

Paulo Braga, Automotive Business

NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
Email RSS Twitter WebTV Revista Mobile Rede Social


Paulo Braga, AB

Fontes do mercado confirmam a notícia publicada pelo Estadão nesta quinta-feira, anunciando investimento da ordem de US$ 700 milhões para construção da fábrica da Chery em Jacareí, SP. Há meses uma equipe de engenheiros, técnicos e pilotos da montadora chinesa está no Brasil fazendo levantamentos e procurando compreender melhor o mercado local.

A Nutriplus, de Salto, SP, deverá se afastar do controle da operação negócio, de forma amigável. O investimento na fábrica será conduzido com recursos da matriz da montadora. O presidente Luis Curi possivelmente terá posição de destaque na implantação da nova fase, já que possui expressiva experiência no setor automotivo. Ele foi responsável pela área comercial da Suzuki quando a marca chegou ao País após a abertura às importações.

Representantes da Chery já buscaram aproximação com o Sindipeças, tentando equacionar de forma racional a área de suprimentos da montadora. A idéia é viabilizar fornecimentos locais, com a possibilidade de licenciamentos ou alianças para fabricação de componentes. Especialistas garantem que os fornecedores chineses estão empenhados em atender seu mercado interno e não teriam facilidade para estabelecer novas bases no Brasil.

Durante o Fórum da Indústria Automobilística, promovido por Automotive Business em abril, Curi assegurou que os primeiros veículos brasileiros da Chery deverão sair da linha de montagem em 2013. Ele adiantou, durante os debates, que a companhia avaliava três localidades para a planta e que a decisão seria divulgada ainda em 2010.

“Será uma fábrica completa. No primeiro estágio não haverá uma estamparia, vamos encomendar algumas peças de fornecedores locais e outras serão importadas”, destacou o executivo, que não descartou o início das operações no Brasil com o regime CKD.

Curi salientou naquela ocasião que a montadora desenvolvia um compacto para o mercado brasileiro. “Já definimos um centro de pesquisa e desenvolvimento para a região, com um investimento razoável”, disse. O executivo afirmou também que a Chery trabalha no projeto de três motores flex para atender ao mercado local.

Nesta sexta-feira, 6, Curi comanda o lançamento oficial do Face, um veículo que a marca já está comercializando no País. Ele já sabe, a essa altura, que o evento em Itu, no interior de São Paulo, será muito maior do que esperava, com o vazamento das informações sobre a fábrica.

Foto: Luis Curi, presidente da Chery.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV