VOTAÇÃO

Assinantes da newsletter Automotive Business já podem votar através do link www.automotivebusiness.com.br/premio2017/votacao_senha.aspx


 

FINALISTAS DO PRÊMIO REI
CONHEÇA OS 60 CASES DAS EMPRESAS FINALISTAS DO PRÊMIO REI 2017

 

Autopeças e Sistemas   

Aethra Sistemas Automotivos - Tanque híbrido: inovação frente às novas tendências
A Aethra Sistemas Automotivos acompanha a evolução constante do mercado automobilístico e, com isso, incorporou em seu portifólio o inovador tanque para veículo híbrido, o Plug in Hybrid Eletric Vehicle (PHEV), tecnologia que teve seu surgimento na Europa e foi trazida ao Brasil e aprimorada pelos engenheiros da Aethra.
Entre as principais valias do tanque híbrido desenvolvido pelo Grupo estão os materiais usados: o aço inoxidável e o aço HSLA com revestimento organometálico. Ambos são o resultado de um trabalho excepcional da Vesta Engenharia, unidade do Grupo, tendo uma qualidade superior aos dos concorrentes, sendo o último um produto 100% reciclável, já que o revestimento não utiliza metais pesados em sua composição química. A Aethra é a única empresa da América Latina a produzir esse tipo de tecnologia, que já foi testada e aprovada por grandes montadoras tanto no Brasil quanto em outras partes do mundo, como a Europa, atendendo às regulamentações mais rigorosas de todo o mundo. O tanque híbrido do Grupo Aethra é capaz de suportar altas pressões internas (- 150 milibars a + 400 milibars), além de ser mais leve e eficiente em relação aos concorrentes diretos. A Aethra garante o seu lugar nesta nova realidade do mercado, que pede soluções mais cada vez mais sustentáveis e inovadoras.

Bosch - Advanced PFI - melhora de performance e redução de consumo
O Advanced PFI é um sistema de injeção que combina quatro recursos com foco na melhoria da performance do motor e na redução do consumo de combustível em até 12%. – Dois injetores de combustível por cilindro: posicionados de forma otimizada para que o combustível injetado proporcione a melhor mistura arcombustível. – Controle da vazão e pressão de trabalho da bomba de combustível (Decos - Demand Controlled Supply): na partida a frio do motor, a pressão do combustível é aumentada, proporcionando melhor vaporização e mistura do combustível, aumentando o desempenho do motor e reduzindo o combustível depositado nas paredes do coletor, além de minimizar a quantidade de combustível no cárter do motor. Assim, o Advanced PFI da Bosch diminui as emissões de hidrocarbonetos em cerca de 20%. – Injeção de combustível com válvula de admissão aberta (OVI): o combustível é injetado durante o ciclo de admissão do motor. Como resultado, o combustível é vaporizado na câmara de combustão reduzindo a temperatura da câmara de combustão, o que gera um aumento na taxa de compressão e redução do consumo em até 2%. – Scavenging (lavagem do cilindro) - através do controle das válvulas de admissão e escape é possível fazer a troca completa dos gases na câmara de combustão, aumentando a velocidade do gás de escape. Este processo melhora o tempo de resposta do turbo compressor (reduz o "turbo lag"). A combinação de motor downsizing com turbo compressor e scavenging pode economizar em torno de 10% do combustível. Além de melhorar o rendimento do motor e diminuir o consumo de combustível, esta tecnologia representa um avanço do sistema PFI - que está presente em cerca de 60% dos novos veículos fabricados.

Delphi - Delphi dá próximo passo em tecnologia de injetor aquecido e colabora com a redução dos gase
O consagrado sistema de partida a frio Delphi está em produção desde 2013 e apresenta benefícios já reconhecidos pelo mercado: partida mais rápida, confiável e melhor dirigibilidade em dias frios, além de eliminar o inconveniente do antigo tanquinho de gasolina. Agora, em uma nova fase da tecnologia, esses benefícios estão sendo ampliados com a inclusão do controle de emissões do veículo. Com a constante necessidade de reduzir os poluentes e atender à legislação, a Delphi decidiu explorar esse recurso adicional do aquecimento do combustível para melhorar o ar que respiramos. Após 18 meses de desenvolvimento e testes de engenharia em componentes e veículos, entrou em produção em 2017 o sistema Delphi de Injetor Aquecido para a fase fria do ciclo de emissões, ou seja, o aquecimento é mantido nas temperaturas de 30°C a 50°C, melhorando a eficiência do motor. Trata-se da primeira aplicação deste conceito no mercado global e certamente irá causar um impacto muito positivo na redução dos gases nocivos e particulados dos motores a combustão. Dessa forma, além das vantagens comprovadas na partida, o sistema Delphi permite reduções dos níveis de HC e CO, utilizando-se etanol, de até 65% e 30%, respectivamente, contribuindo para o meio ambiente e a sustentabilidade do planeta.

Sabó - Tecnologia garante solução revolucionária para retentores e sistemas de vedação
A Sabó desenvolveu e patenteou a solução de vedação F-Red (Friction Reduction), utilizando metodologias de FEA e 6 Sigma. Essa tecnologia foi desenvolvida junto aos principais centros de desenvolvimentos mundiais das principais montadoras (Inglaterra; Estados Unidos e Alemanha). Ela também enquadra-se 100% nas exigências do Inovar-Auto (inovação tecnológica; redução do consumo de energia e cuidados com meio ambiente). Com o conceito F-Red a Sabó oferece uma maior robustez dos seus produtos.  Foram usados software de simulações de alta performance, que mostraram uma redução de atrito da ordem de 30% nas vedações. Atualmente essa tecnologia está sendo aplicada nos desenvolvimentos de 100% dos novos motores e transmissões mundiais. Essa tecnologia faz com que a Sabó trabalhe diretamente em soluções com as casas matrizes das montadoras (Russelshein; Stuttgart; Munique; Colonia; Ingolstadt; Pontiac).  Essa estratégia garante que a Sabó esteja nivelada com o “estado da arte” em termos de vedação, bem como consiga desenvolver produtos com foco nos fornecimentos tanto no mercado brasileiro como atender as exportações.


Empresa de Autopeças do Ano          

Aethra Sistemas Automotivos - Investimento e inovação em meio à crise
A Aethra Sistemas Automotivos não se intimidou com os desafios à sua frente e enfrentou as consequências da crise com o que sabe fazer de melhor: inovação e investimento contínuos. Apenas em 2016 foram direcionados mais de R$ 40 milhões para pesquisa e desenvolvimento (P&D) de novos projetos, além dos já iniciados previamente. Três exemplos fortes disso, o Hot Stamping (estampagem a quente), o Roll Forming (perfilagem a rolo), e o Tanque Híbrido são novas expertises e produto moldados pela empresa, que investiu em alta tecnologia e linhas de pesquisa exclusivas para se maximizar em excelência e relevância no mercado de autopeças. Um conceito nunca antes visto de Hot Stamping encantou e surpreendeu os principais players da indústria automobilística. Essa nova tecnologia criada pelo Grupo Aethra promete revolucionar o setor, gerando peças ainda mais leves e resistentes, em comparação com o método tradicional. A ampliação significativa do Roll Forming colocou o Grupo Aethra como o maior polo dessa tecnologia na América Latina, sendo sete linhas independentes, com a maior tendo 61 metros de comprimento e stretch bending. A consequência disso foi uma atuação ainda mais relevante junto às principais montadoras, que viram na empresa um porto eficaz e de grande valia para projetos de impacto na região e no resto do globo. Outra exclusividade Aethra é o tanque híbrido, que já foi testado e aprovado por grandes montadoras, tanto em aço inoxidável, quanto aço HSLA com revestimento organometálico (única empresa da América Latina a ter essa tecnologia).

Continental - Continental recebe Prêmio Interação da Mercedes-Benz na categoria “Inovação Tecnológica"
No ano de 2016, o Grupo Continental, reconhecido por suas inovações tecnológicas no setor automotivo, se destacou na 24ª edição do Prêmio Interação da Mercedes-Benz com projeto de painel de instrumentos com display de alta resolução para ônibus e caminhões. Este projeto proporcionou à sistemista de origem alemã a primeira posição da categoria “Inovação Tecnológica”. O display TFT colorido foi introduzido nos painéis de instrumentos da Mercedes-Benz, com uma tecnologia de alta definição que valoriza a interface com o motorista, além de ser compatível com uma ampla gama de aplicações. A parceria tecnológica entre as duas grandes empresas do setor automobilístico se estende pelos continentes americano, asiático e europeu. O Grupo Continental também foi reconhecido pela General Motors com três prêmios Supplier Quality Award, por sua performance de excelência em Qualidade e teve destaque na premiação por ser reconhecido em três de suas divisões: Pneus, Chassis and Safety e Powertrain.

Maxion Wheels - Maxion Wheels expande capacidade produtiva em rodas de alumínio e amplia participação
Na contramão da desaceleração da economia e indústria automotiva brasileira, a Maxion Wheels, empresa do Grupo Iochpe-Maxion, inaugurou em junho de 2016 sua segunda unidade produtiva para rodas de alumínio em Limeira, no Interior de São Paulo, localizada no mesmo terreno onde já estava instalada a unidade que produz rodas de aço para veículos leves. Tais investimentos foram uma resposta proativa às montadoras locais que, há tempo, demandavam por um fornecedor de rodas de alumínio na América do Sul com renome e expertise global na indústria de rodas. A primeira fase da nova fábrica tem capacidade produtiva de 800 mil rodas/ano com potencial de, em sua segunda etapa de investimentos, atingir uma capacidade eventual de produção de 2 milhões de rodas/ano. Vale destacar que em 2015 a Maxion Wheels já havia implementado um plano inicial de investimentos em sua planta de rodas de alumínio em Santo André, no ABC paulista, quando aumentou em 50% a capacidade de sua fábrica. Em 2016 o mérito da Maxion Wheels foi além dos investimentos em capacidade produtiva e atingiu também a satisfação dos clientes que reconheceram a qualidade das suas rodas através de diversos prêmios oferecidos por montadoras como Toyota, Honda, PSA, GM, Ford, Caterpillar e John Deere pelo desempenho de suas plantas em 2015 e 2016.

ZF - A vanguarda da tecnologia a serviço da mobilidade
A inovação e a busca pela alta tecnologia são características que estão no DNA da ZF. O cenário de vanguarda é uma realidade tanto na América do Sul como em todas as plantas que a empresa possui ao redor do mundo. As evoluções da marca não estão somente em suas fábricas inteligentes que geram alta produtividade, mas também nos produtos resultantes de suas linhas de produção conectadas, a chamada indústria 4.0.  Com ela, a ZF fornece ao setor automotivo tecnologias que permitem aos veículos "ver, pensar e agir", um slogan criado para demonstrar ao mercado a possibilidade real da condução autônoma, com foco no "Vision Zero" – que para a marca significa a mobilidade com zero acidentes e emissões. A ZF vem acompanhando de perto todo o movimento global sobre as megatendências do futuro. Está também empenhada em preparar pessoas para essa nova realidade, difundindo conceitos e aplicando novas tecnologias para agilizar e melhorar continuamente a eficiência produtiva e, acima de tudo, poder proporcionar a excelência às pessoas por meio do seu amplo portfólio de produtos, presente na área agrícola e de construção, nos trens, ônibus, caminhões e automóveis, nas embarcações comerciais e de lazer e também nas torres de energia eólica. A empresa vem trabalhando fortemente para atender exigências cada vez mais complexas e que estejam em sintonia com a vanguarda tecnológica a serviço da mobilidade, tanto no Brasil como em todo o mundo.

 

Inovação e Tecnologia   

Bosch - Side View Assist (Blind Spot Detection) para motocicletas
O assistente de visão lateral da Bosch para motocicletas é o primeiro sistema de assistência do mundo com produção em série, que garante maior segurança ao realizar manobras de troca de faixa. O sistema utiliza quatro sensores ultrasônicos instalados em pares, na frente e na traseira da moto, responsáveis por monitorar o ambiente ao redor da motocicleta em uma área de até 5 metros, permitindo que os pontos cegos não alcançados pelos espelhos retrovisores sejam identificados.  Em velocidades entre 25 km/h e 80 km/h, sempre que houver um veículo no ponto cego, o sistema emite um alerta ao condutor por meio de um sinal ao lado do espelho para que a colisão possa ser evitada. Os dois sensores traseiros monitoram as laterais esquerda e direita, e os dois sensores frontais verificam a plausibilidade. Portanto, se o sensor dianteiro esquerdo detectar um objeto antes do sensor traseiro esquerdo, a unidade de controle entenderá que existe um veículo mais adiante e não emitirá nenhum aviso. O aviso ao condutor só é emitido se os sensores traseiros identificarem algum objeto antes dos sensores frontais. Os motociclistas estão expostos a maiores riscos, já que as motocicletas não possuem airbags e cintos de segurança como os carros de passeio, por exemplo. Sendo assim, o assistente de visão lateral para as motocicletas melhora a segurança do motociclista principalmente em grandes centros urbanos onde o tráfego é mais intenso e as mudanças de faixa ocorrem com maior frequência.

Ford Motor Company - Motor Ecoboost 1.0
A Ford lançou um novo modelo da linha New Fiesta 2017, que vem com motor 1.0 turbo de alta potência e desenvolvido para obter a máxima economia de combustível. Exclusivo na versão Titanium, a mais completa em equipamentos, ele traz a tecnologia EcoBoost, que introduziu um novo conceito em motores menores, mais eficientes e com performance. O novo motor tem potência de 125 cv e torque de 17,3 kgfm, que fazem dele o 1.0 turbo mais potente e forte do mercado. É também o campeão de economia: roda 12,2 km/l na cidade e 15,3 km/l na estrada com gasolina, com Selo Conpet de eficiência. Mais que isso, a apenas 1.500 rpm, a faixa de rotação mais usada no dia a dia, já entrega 90% do torque máximo. Isso se traduz em arrancadas e retomadas rápidas: acelera de 0 a 100 km/h em 9,6 segundos. O EcoBoost 1.0 é o único  na história eleito três vezes consecutivas como “Motor Internacional do Ano” e cinco vezes na categoria até 1.0 litro. Ele combina várias tecnologias de forma inovadora para atingir um padrão inédito de desempenho e eficiência. Além de turbo, injeção direta de combustível e duplo comando variável de válvulas, conta com bomba variável de óleo, correia banhada em óleo, coletor integrado ao cabeçote, sistema duplo de aquecimento e arrefecimento e sistema de resfriamento dos pistões por jato de óleo.

Marcopolo - Poltrona Antissono para veículos comerciais
A Marcopolo, em parceria com o CEMSA – Centro Multidisciplinar de Sonolência e Acidentes e a Woodbridge, desenvolveu de maneira pioneira e inédita uma poltrona antissono para os seus ônibus.
A poltrona, em testes, tem como objetivo prolongar o estado de alerta e atuar durante as fases de sonolência e fadiga do motorista de veículos pesados (ônibus e caminhões) e, assim, reduzir o alto índice de acidentes causados no transporte de pessoas e de carga. É equipada com dispositivos de distração mecânica e fisiológica que atuam para prolongar o estado de alerta nesses profissionais nos momentos e horários críticos. As empresas desenvolveram a patente de um sistema de monitoramento de fadiga para motoristas, por intermédio de estímulos provocados pela poltrona. Estudos apontam que os principais motivos e causas da sonolência ao volante são fadiga física e mental, privação/restrição de sono, muitas horas acordado (mais de 16), situações de monotonia, e homeostasia corpórea por resfriamento da temperatura central associados aos fatores acima, entre outros. Para prolongar o estado de alerta do motorista e sua velocidade de reação, a poltrona possui distratores que atuam para evitar a fadiga, por intermédio de áudio, vibração eletromecânica, refrigeração e aquecimento, além de provocar o estresse térmico, reduzindo assim a sonolência e promovendo o estado de alerta. Possui módulo integrado que recebe diversos e diferentes dados coletados sobre o estado de fadiga, bem como tempo de viagem e horário.

Mercedes-Benz - Tecnologia inédita de segurança para ônibus brasileiros
Durante os 60 anos da Mercedes-Benz, a empresa sempre trouxe inovações em seus produtos para o mercado brasileiro. Em 2016, não foi diferente. A marca entregou mais qualidade, segurança e conforto para os milhões de usuários que utilizam o transporte rodoviário. As tecnologias inéditas, apresentadas a seguir, estão à disposição do mercado a partir de fevereiro deste ano. AEBS – Advanced Emergency Braking System (Sistema de Frenagem de Emergência): detecta situações de risco e diminui os impactos de uma eventual colisão ativando a frenagem sem a intervenção do motorista (https://youtu.be/TzMkOvtgGvI). LDWS – Lane Departure Warning System (Sistema de Aviso de Faixa): emite um alerta sonoro e visual quando há mudança de faixa involuntária do veículo (https://youtu.be/oCSEZSPgOKI). TPMS – Tyre Pressure Monitoring System (Sistema de Monitoramento da Pressão e Temperatura dos Pneus): aviso no painel quando o pneu estiver com a pressão inadequada e com alta temperatura (https://youtu.be/2uvOBsbWQqA). A Mercedes-Benz é referência no desenvolvimento de ônibus, destacando-se em pioneirismo e inovação tecnológica ao antecipar soluções no transporte de passageiros. Matéria do site Uol sobre as novas tecnologias:  http://carros.uol.com.br/noticias/redacao/2017/01/27/onibus-inteligente-freia-sozinho-segura-na-curva-e-alerta-motorista-veja.htm

 

Insumos    
  

ArcelorMittal - Utilização de Aços de Alta Resistência para Redução de Peso em Painéis Expostos
O aço de alta resistência Dual Phase FF280DP foi especialmente desenvolvido pela ArcelorMittal para uso em peças automotivas expostas como portas, capô, teto, tampa traseira, etc. Sua excelente combinação de resistência mecânica e estampabilidade favorece a redução da espessura com potencial redução de peso de até 20% em painéis expostos de várias arquiteturas de veículos,  representando mais uma solução em aço oferecida pelo projeto S-in motion da ArcelorMittal para veículos mais leves, seguros e ambientalmente sustentáveis.

Borealis - Soluções inovadoras em compostos de polipropileno de alto desempenho
A Borealis Brasil, líder em soluções inovadoras em compostos de polipropileno (PP), continua evoluindo em seu portfólio de PP reforçado com fibra de vidro, desenvolvido especialmente para o mercado automotivo, criando soluções que permitem substituir plásticos de engenharia e metais em aplicações estruturais. Em parceria com diversas OEM´s no Brasil, os novos compostos Fibremod estão sendo utilizados em aplicações com alta demanda técnica, tais como: coletores de admissão dos novos motores três cilindros, hélices de refrigeração de radiadores e pedais (acelerador, freio e embreagem). As características técnicas da família dos compostos Fibremod permitem, quando comparado a outros plásticos de engenharia como a poliamida, a redução de 15 a 20% em peso e maior facilidade no processamento por injeção. Através dessa forte parceria com as OEM´s, somada à capacidade de desenvolver soluções customizadas de novos materiais, a Borealis se torna o parceiro ideal para suportar os novos desenvolvimentos da cadeia automotiva no que tange a competitividade, redução de peso e aumento de eficiência.

CBA - Alumínio de alta resistência em sistema de absorção de impacto
A CBA, localizada na cidade de Alumínio (SP) antecipando a nova onda de aluminização em veículos de passeio (em sistemas de crash management como lâminas de para-choque, crash-box, barras laterais e transversais), após substituição de outros metais por alumínio em sistemas HVAC, rodas e mais recentemente em powertrain no Brasil, desenvolveu soluções estruturais e de segurança automotiva com ligas de alta resistência. Após intenso trabalho de P&D local e investimentos em tecnologias de simulações estruturais estáticas e dinâmicas, a CBA ampliou o seu portfólio com ligas da série 7xxx, originalmente utilizadas na indústria aeronáutica e até então somente disponíveis em outras regiões do mundo, com soluções de co-design e co-engenharia em sistemas de crash management para a cadeia. Em razão da maior flexibilidade geométrica obtida no processo de extrusão, o alumínio demanda menor complexidade e custo industrial na transformação de itens estruturais de crash management em relação ao aço, por não exigir processos de hot ou roll forming. Sem contar que sua maior capacidade de absorção de energia e sua menor densidade contribuem não só para mais segurança como também para o atendimento da crescente demanda por redução de emissões.

Usiminas - Desenvolvimento do Aço Dual Phase 1200
O uso de aços de ultra alta resistência mecânica, superior a 800 MPa, tem sido uma das estratégias das montadoras para conferir rigidez estrutural às carrocerias e preservar a integridade física dos ocupantes do veículo em um evento de impacto. Em sintonia com essa estratégia, a Usiminas desenvolveu o aço Dual Phase 1200 que oferece uma resistência mecânica mínima da ordem de 1200 MPa. Esse aço, pertencente ao conjunto dos aços avançados de ultra-alta resistência do portfólio da Usiminas, tem em sua microestrutura os constituintes ferrita/bainita e martensita, esse último o principal responsável pela elevada resistência mecânica. Com know how totalmente desenvolvido pela equipe da Usiminas, o aço é produzido pelo processo de recozimento contínuo e pode ser fornecido como laminado a frio sem revestimento ou com revestimento de Zn puro eletrolítico. A resistência mecânica mínima de 1200 MPa o credencia como o produto de maior resistência já produzido no Brasil para o setor automobilístico, assim como coloca a Usiminas como a única empresa apta a produzi-lo até o momento.

 

Logística     

Delphi - Delphi revoluciona logística e conquista novos mercados

A Delphi América do Sul revisou e reinventou seus processos logísticos para se adequar ao mercado de exportação e dar a volta por cima em um período de crise do setor. Este trabalho teve início com a implementação de um sistema que tornou possível para todas as regiões do mundo em que a empresa atua (Américas, Europa, Oriente Médio, África e Ásia Pacífico) a visualização das operações de logística de outras unidades da Delphi. Esse investimento resultou na adaptabilidade da cadeia e maior agilidade dos processos logísticos na América do Sul e no mundo. A grande pergunta por trás desse investimento é: de que forma isso tudo contribuiu para que a Delphi reagisse aos baixos volumes e ganhasse novos mercados? Foi por meio de conceitos de supply chain, logística avançada de sistemas e benefícios como Operador Econômico Autorizado e Recof, que a Delphi pôde usar as informações disponíveis sobre a logística nas unidades globais para rever fluxos e manter o nível do custo e eficiência, mesmo com a queda de 50% do mercado geral brasileiro. O resultado deste trabalho foi a integração logística entre quatro fábricas da Delphi no Brasil no último ano e o ganho de negócios na América do Norte e na Europa. A otimização das rotas entre as fábricas do Brasil contribuiu como fator diferencial para conquista de novos mercados, representando mais de 35% de aumento nas exportações em um ano, além de bater o recorde interno de 200 containers de exportação.

Ford - Centro de Exportação Ford Bahia
A Ford inaugurou um centro de distribuição de exportação de peças produtivas na Bahia, na cidade de Simões Filho, com instalações de padrão internacional para agilizar o envio de itens locais para sete fábricas da marca no mundo. Com ele, a Ford torna-se a primeira montadora automotiva no Nordeste a usar o novo conceito de exportação, em que todo o processo é feito dentro de uma área alfandegada, trazendo mais velocidade, controle e competitividade para a operação. Esta é a segunda instalação da Ford a usar o novo sistema, com uma série de vantagens de logística, governança e diminuição na complexidade: no último mês de agosto, a Ford colocou em operação o centro de distribuição de Suzano, em São Paulo. Instalado no entreposto aduaneiro Columbia, em Simões Filho, com 1.500 metros quadrados, o novo armazém possui área de escritório e docas virtuais para depósito de contêineres. Ele vai receber, consolidar e expedir material de 20 fornecedores da região e exportar para fábricas da Ford na Venezuela, Índia, China, Tailândia, Rússia, México e Vietnã. A entrega será feita diretamente no entreposto, de onde as exportações seguem para o destino de saída do País, através do porto de Salvador ou em casos urgentes por aeroporto. Com a globalização, linhas que produzem o Ka e o EcoSport nesses países utilizam muitas peças fabricadas exclusivamente no Brasil, incluindo estampados da fábrica de Camaçari.

Scania - Scania Serviços Conectados
Para preparar seus clientes, produtos e serviços para um novo patamar no jeito de fazer a gestão da frota e de pensar o transporte, a Scania lançou os Serviços Conectados. Trata-se de uma solução inovadora que ultrapassa o uso da telemetria e oferece a disponibilização dos dados do veículo, uso inteligente dessas informações e consultoria customizada da rede. O transportador e a Scania têm acesso a muito mais dados e podem identificar diversos fatores, como estilo de condução do motorista e consumo de combustível, fatores essenciais para a redução do custo por quilômetro rodado. O objetivo é promover ao transportador uma visão mais holística para que ele realize a gestão mais eficiente da frota e aumente a rentabilidade de modo progressivo, diminua custos operacionais e tenha mais disponibilidade, tudo isso aliado à diminuição das emissões de poluentes e CO2. Para ampliar ainda mais as vantagens, é possível acompanhar a operação de uma forma muito mais detalhada, tanto para informações operacionais dos veículos quanto individualmente por motorista. O serviço é tão avançado que pode até mesmo indicar se um condutor precisa ser treinado ou reorientado em pontos específicos. Os dois clientes-piloto comprovaram os benefícios. Ambos diminuíram o consumo de combustível. Um deles subiu a média de 2,4 km/l para 2,7 km/l. Este aumento de 10%, segundo o cliente representa uma economia anual de R$ 30 mil/produto. Levando em conta o tamanho da frota ele poderá comprar um caminhão/ano com o valor. Além de aumentar a vida útil do veículo e atuar nos pontos sensíveis que estão aumentando o consumo.

Tegma Gestão Logística - Roteirizador de cargas para carretas cegonha
Objetivo: Programar, de forma sistêmica, cargas fracionadas para o transporte de veículos 0km. Buscando inteligência, agilidade e melhoria de processos, o projeto foi desenvolvido para atender a todos os clientes da indústria automobilística. Modelo antigo: O programador realiza manualmente a montagem das cargas manuseando DANFES, e em seguida, também de forma manual, acrescenta o CT-e e o MDF-e ao processo documental para realização do transporte (nível Brasil). Modelo atual: através de um software, o programador com alguns clicks e em minutos obtém a melhor montagem possível das cargas para os veículos em estoque naquele momento, e a impressão sequencial dos documentos. Benefícios: -- Eliminação do manuseio de DANFES na montagem de cargas; -- Padronização das regras de montagem de carga (roteirização e tamanho dos diversos modelos de veículos); -- Priorização automática de veículos seguindo o FIFO ou prioridade dos clientes; -- Redução do tempo do veículo no pátio, com possiblidades, por exemplo, de inclusão de veículos que cheguem à filial em até 20 minutos antes do início da montagem das cargas; -- Impressão simultânea da NF-e, CT-e e do MDF-e (parte documental da carga); -- Centralizar a gestão da montagem de cargas visando redução de custos e ganhos qualitativos; -- “Transportar” todas as etapas/processos da atividade de montagem de cargas, que eram realizadas manualmente e que consequentemente estavam sob o domínio e conhecimento do programador, para o domínio da Tegma de uma forma inteligente e estruturada.


Manufatura
           
Bosch - Programa de Desenvolvimento de Fornecedores Bosch – IEL – MDIC
A busca pela competitividade e desenvolvimento sustentável de seus fornecedores impulsionou a Bosch a desenvolver em conjunto com CNI-IEL um programa de fornecedores mais amplo e que trata de pilares essenciais para a competitividade da indústria nacional. Diante deste cenário a Bosch contou com a parceria do Ministério do Desenvolvimento da Industria e Comercio (MDIC) e da Confederação Nacional da Indústria (CNI) para o Programa de Desenvolvimento de Fornecedores. Este suporte veio complementar o modelo tradicional de desenvolvimento de fornecedores da Bosch, que vinha sendo realizado desde 2.002, atuando na melhoria de produtividade e suporte a qualidade em fornecedores estratégicos através do desenvolvimento da manufatura enxuta (Lean Manufacturing). Grande parte dos esforços introduzidos não eram sustentáveis muitas vezes por deficiências em fatores ligados a liderança, gestão das mudanças e problemas financeiros. O programa de desenvolvimento de fornecedores Bosch/MDIC leva a 20 fornecedores estratégicos da Bosch o desenvolvimento da Manufatura Enxuta (time de desenvolvimento de fornecedores da Bosch), desenvolvimento de todos os níveis de liderança, do CEO a líderes de time, através de consultoria especializada em desenvolvimento de pessoas e o desenvolvimento da gestão de custos e finanças. Também parte do escopo do projeto, os fornecedores participarão de rodada de negócios com o objetivo de alavancar novos negócios aos 20 fornecedores estratégicos da Bosch. Os resultados obtidos até o momento apresentam ganhos médios de 63% de produtividade, de 20% na eficiência dos equipamentos (OEE), Safe Launches, além de um índice de 95% de sustentabilidade dos resultados durante 1 ano.

FCA - Nova Fábrica de Motores FCA
A mais moderna unidade de produção de motores da FCA no mundo está localizada no Polo Automotivo Fiat. A instalação, inaugurada em setembro, recebeu investimento de mais de R$ 1 bilhão para produzir a nova família global de motores Firefly 1.0 e 1.3 litro, de 3 e 4 cilindros, que estreou no Uno 2017. A experiência brasileira está sendo levada para outras plantas do grupo. Com 22 mil m2 de área e capacidade para 400 mil propulsores/ano, a unidade foi remodelada e ampliada para receber 186 robôs de alto desempenho e precisão, em um processo que contou com cerca de 200 empresas, 80% brasileiras. A precisão do processo permite a completa rastreabilidade de cada componente. Entre os aspectos inovadores está o uso do “data bolt” durante a usinagem do bloco do motor e do cabeçote. É um parafuso com chip, que armazena o histórico dos componentes. O transporte aéreo das peças para o abastecimento preciso das máquinas é feito pelos “Robots Gantries”, robôs que transitam sobre trilhos a mais de 2 metros de altura para a transferência automática dos componentes. O contato com as peças é limitado, dentro da diretriz “no-touch zone”. A checagem final também é automática. Os motores já finalizados passam por um robô “paparazzo”, com câmeras de alta resolução para verificação da qualidade. O uso de sistemas automatizados traz segurança e ergonomia aos operadores, além de garantir maior precisão e nível de repetibilidade. A estrutura é flexível, com condições de rápidas respostas à evolução do motor.

Ford - Projeto Fusão
O Projeto Fusão - iniciativa pioneira na indústria automobilística – foi desenvido pela Ford Motor Company em 2016 e contribuiu para a manutenção de centenas de empregos com uma estratégia onde os empregados trabalham alguns dias da semana na fabricação de automóveis e outros na produção de veículos comerciais, adequando à demanda de mercado. A iniciativa permitiu também que trabalhadores das linhas de montagem de carros e caminhões, em São Bernardo do Campo, aumentassem seus conhecimentos na produção e montagem de carros e caminhões.

Nissan - Nova área de pintura da fábrica de Resende para pintar o Kicks brasileiro em dois tons
A fábrica da Nissan, em Resende (RJ), segue a sua preparação para a produção do Nissan Kicks brasileiro, prevista para este ano. Assim, a empresa investiu em novos equipamentos e processos para inovar com a pintura em dois tons do Kicks. Todos os testes para o processo "2-Tone" do teto do crossover foram feitos e a primeira carroceria pintada assim foi de um modelo branco com teto “Sunset Orange”. A técnica requer um processo extremamente bem controlado e habilidades especiais para pintar as duas cores na mesma carroceria. Além disso, foram criados dois novos processos de mascaramento, que recebe a cor aplicada por robôs e operadores especialistas ao longo do processo, para atender às especificações e 10 novos postos de trabalho. A pintura segue o inovador processo "3 wet". Nele, a aplicação da base e do verniz é feita em seguida ao primer, tornando o processo mais curto e reduzindo o consumo de energia. Os robôs utilizam cartuchos para a pintura com água como base, o que reduz a perda de tinta e solventes, diminuindo a emissão de compostos orgânicos voláteis, deixando a operação mais sustentável. O processo utiliza 10 robôs de alta tecnologia que se revezam com operadores especializados em pintura. Com isso, a fábrica de Resende atenderá a um dos grandes diferenciais do Nissan Kicks, que é a possibilidade de ter combinações de cor de pintura para a carroceria e o teto. E o modelo brasileiro contará ainda com mais variações graças ao novo processo de pintura.

 

Marketing e Propaganda     
    

Audi do Brasil - Em ação inovadora Audi foca em plataforma de geração de conteúdo
Nos últimos 3 anos, o investimento da Audi em comunicação digital saiu de uma participação de cerca de 5% do total investido para perto de 30%. Além das ações com influenciadores, esse montante prevê campanhas criadas exclusivamente para as plataformas online da marca e investimentos nos canais da marca. Faz parte desta iniciativa ação como o Audi Talks, programetes com entrevistas com grandes nomes dos negócios, da comunicação, do automobilismo etc. Na ocasião, o formato de geração de conteúdo era inédito e foi desenvolvido em parceria com a Editora Trip para levar informação qualificada aos admiradores da marca e interessados em tecnologia, esportes, cultura e design. Os curtas são adaptações das entrevistas concedidas para a Audi Magazine e, além da grade da TV paga, as entrevistas também estão disponíveis no canal AudiBR e também na versão da revista na Apple Store. Outro exemplo é a plataforma Audi X-Team, que tem ações voltadas para as redes sociais da marca (e outras aplicações). Um dos focos é a geração de conteúdo qualificado por meio de personalidades que são pioneiras nas suas áreas de atuação e personificam os valores da marca, como esportividade, sofisticação e progressividade. Diferente de uma comunicação mais massiva, ela é uma comunicação de target, voltada a quem tem comportamento jovem. Integram a plataforma Gabriel Medina, Bob Burnquist, Alex Atala, Luigi Cani e Ítalo Ferreira, que geram conteúdo exclusivo, que podem ser conferidos nos canais da marca.

FCA - Fiat lança Mobi com campanha integrada
Para a campanha de lançamento do Mobi, a Fiat reuniu um time de agências que desenvolveu uma linha criativa com foco no movimento, em linha com a nova forma com a qual o consumidor se relaciona com o mundo. Para o pré-lançamento do carro, foi criada uma série de 6 filmetes, que inovou ao trazer a linguagem de GIF da internet para a televisão. Nesses vídeos de 10 segundos, imagens modernas e urbanas trouxeram um teaser de Mobi, sem mostrar o carro, convidando o telespectador a conhecer o site voce.mobi. Na sequência, estreou em rede nacional o filme Mobi. Com uma versão exclusiva de “I like to move it” do Reel 2 Real, o comercial trouxe o conceito de movimento para mais próximo dos consumidores, apresentando pessoas em movimento, enquanto mostra o Mobi e seus features. Para as redes sociais, foi criada uma transmissão especial ao vivo do lançamento do modelo. No Live Studio do Mobi, direto do Ibirapuera, o blogger Hugo Gloss e os atores Felipe Titto, Giovanna Ewbank e Lucas Lucco mostraram em detalhes o carro e o evento através do Live, no Facebook. Na sequência, um test-drive especial ao vivo com influenciadores foi ao ar na fanpage da Fiat. Em uma iniciativa inédita, a Fiat criou a ação “Monte seu Mobi” para a plataforma de vídeos Youtube. Nela, o consumidor tem acesso a uma sequência de vídeos que simula a ferramenta de escolha de automóveis “Monte seu carro”, existente no portal da Fiat. Navegando pelos vídeos, o usuário pode montar seu carro ideal, com opção de incluir e excluir features, alterar a cor e mudar a versão do veículo.

Nissan - Medalha de ouro para a Nissan com o patrocínio aos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016
2016 foi intenso para a Nissan. Além da renovação de produtos, a empresa patrocinou pela primeira vez em sua história de mais de 80 anos uma edição dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos, exatamente no Rio, incluindo ainda os revezamentos das tochas. A empresa desenvolveu várias ações, patrocinou um time de atletas e forneceu 4.200 veículos para o evento. Os objetivos eram tornar a marca mais conhecida, aumentar as vendas e lançar mundialmente o crossover compacto Nissan Kicks. E os objetivos foram superados. As estratégias contribuíram para que a participação aumentasse 1 ponto porcentual em sua participação de mercado, indo da média de 2,5% para 3,5%, com pico de 4,1% em setembro. E o Kicks já é um dos SUVs compactos mais vendidos do mercado, sendo o líder entre os modelos acima de R$ 90 mil. A Nissan ainda ocupou o primeiro lugar mundial entre todas as plataformas sociais da categoria automotiva (Fonte: Origami Logic). E a hashtag #QuemSeAtreve, usada para marcar as ações nos Jogos, foi a terceira mais usada no mundo entre todas as empresas, só ficando atrás de hashtags da Coca-Cola. As postagens nas redes sociais da Nissan alcançaram 26 milhões de pessoas. A Nissan também foi a patrocinadora mais divulgada em matérias citando os Jogos na imprensa no Brasil, com mais de 4 mil reportagens. E o filme “Perseguição”, com atletas do Time Nissan interagindo com os carros foi a propaganda automotiva mais vista no Youtube no Brasil, acumulando mais de 15 milhões de visualizações.

Volkswagen - Virtual Experience: a sensação de estar dentro de um carro sem sair de casa
Na hora de comprar um carro, o consumidor tem pesquisado cada vez mais na internet antes de visitar uma concessionária. Ele se informa sobre suas opções de compra por meio da web, ambiente este que ganha cada dia mais relevância como vitrine de produtos, criando novos hábitos de consumo. Atenta a essa mudança de comportamento, a Volkswagen lançou em 2016 o Virtual Experience, uma ação inovadora que levou o cliente a realizar um test-drive e uma visita virtual ao showroom de uma concessionária, com vista de 3600, por meio do celular, do tablet ou de acessório VR (Realidade Virtual). A ferramenta permite que o consumidor veja detalhadamente os modelos da marca, por dentro e por fora, e tenha acesso a informações qualificadas sobre eles, ajudando-o a fundamentar melhor seu processo de decisão de compra. (veja os vídeos: https://youtu.be/rv1klcdTQ7Y e https://youtu.be/OhmvTVYpZMk). Muito além de uma foto ou um vídeo, a experiência em 3600, por meio da realidade virtual, traz ao cliente a sensação de estar dentro dos carros, sem sair de casa. Por meio dessa experiência imersiva, o consumidor pode ver em detalhes todos os acabamentos dos veículos, pelo tempo que achar necessário, quantas vezes quiser. Nas propriedades digitais da Volkswagen, a ação obteve excelentes resultados de visualização e comentários positivos. Em apenas um mês, a Virtual Experience foi o 2º vídeo mais compartilhado da história da página da Volkswagen do Brasil no Facebook, com 6.459.661 visualizações, entre junho e julho de 2016. Já a sua publicação alcançou 11.360.472 de pessoas.


Montadora do Ano    
   
  
FCA - Fiat Chrysler Automobiles - FCA investe no fortalecimento da indústria nacional
A FCA vem realizando importantes investimentos que contribuem para o fortalecimento da indústria automobilística nacional. Em apenas um ano e meio desde sua inauguração, a empresa colocou em produção três novos modeles no Polo Automotivo Jeep, que se consolidou como uma referência em manufatura e industrialização no país. Isso foi possível porque, além de uma avançada base tecnológica, o grupo investiu no desenvolvimento profissional de seus colaboradores. O Polo Automotivo Fiat completou 40 anos em 2016 em meio a um intenso processo de renovação. Além da completa reformulação de linhas de produção, novos processos foram adotados para envolver os fornecedores no desenvolvimento de novos produtos e soluções, contribuindo para elevar a qualidade e eficiência da cadeia produtiva nacional. O grupo também investiu R$ 1 bilhão na construção da mais moderna unidade de produção de motores da FCA no mundo, inaugurada em setembro, em Betim (MG). Essa planta é a primeira no mundo a produzir a nova família de motores globais Firefly 1.0 de três cilindros e 1.3 de quatro cilindros, além das tradicionais Fire e Fire EVO. Todos esses investimentos se convertem em benefícios ao consumidor, que, só em 2016, passou a contar com três modelos totalmente novos (os Fiat Toro e Mobi e o Jeep Compass) e a linha Fiat Uno 2017 com os novos motores. Esses carros oferecem tecnologia, segurança e eficiência aos clientes das marcas do grupo FCA.

Hyundai Brasil - Entre as Big 4
Frente a um ano desafiador, a Hyundai encerrou 2016 com o segundo veículo mais vendido do País (o HB20), e modificou, pela primeira vez em 40 anos, a composição do “Big 4”, grupo que reúne as quatro maiores montadoras do Brasil. No consolidado do ano, a Hyundai comercializou 197.579 automóveis no mercado nacional, e a família HB20 respondeu por 85% no volume de venda, desempenho 25% superior a 2015. A Hyundai se destacou no mercado baseada em cinco fatores estratégicos fundamentais:
1) A renovação da linha HB20, no final de 2015, que encurtou o ciclo de vida habitual do mercado brasileiro e manteve o modelo altamente desejado; 2) Exclusiva garantia de 5 anos que preserva o valor de revenda do HB20, facilitando a proprietários a troca por modelos da nova geração; 3) As ações e os investimentos aplicados nas concessionárias desde 2012, com foco na excelência do atendimento, posicionaram a Hyundai entre as marcas melhor avaliadas em pós-vendas e assistência técnica no Brasil em 2016; 4) A manutenção da operação da fábrica em Piracicaba em três turnos, sem paradas ou demissões, abasteceu o mercado com volume suficiente para responder à demanda, motivada por ações como séries especiais e ampliação das condições de financiamento; 5) Aposta no mercado e no desejo do consumidor, com o lançamento durante o Salão Internacional de Automóvel de São Paulo de 2016, do SUV compacto Hyundai Creta, modelo global da marca agora produzido no Brasil com itens exclusivos para o consumidor local.

Nissan - O ano atrevido da Nissan no Brasil
Mesmo em um momento de queda do mercado, crise política e econômica, a Nissan se atreveu e acelerou em 2016 no Brasil. A empresa começou o ano anunciando um investimento de R$ 700 milhões para produzir um novo carro no país, o Nissan Kicks. Enquanto preparava sua fábrica de Resende, a empresa iniciou a importação do modelo do México para tornar o Brasil o primeiro país no mundo a receber o Kicks. Assim, pela primeira vez, a Nissan fez um lançamento mundial na América do Sul. O carro rodou o Brasil em uma ação inédita mundialmente, sendo o primeiro carro a ser lançado em um revezamento da tocha Olímpica. Neste mesmo ano, a empresa fez o seu maior número de lançamentos no Brasil, com a chegada do March e do Versa CVT, do Novo Sentra e do GT-R. E a Nissan reforçou o seu compromisso com o país patrocinando os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016, o revezamento da Tocha e o Time Brasil. Esta foi a primeira vez em sua história de mais de 80 anos que a empresa apoiou os Jogos. Sem esquecer o lado social, a Nissan inaugurou um projeto em um dos bairros mais carentes do Rio, o Caju. O projeto, com a Fundação Gol de Letra, vai beneficiar milhares de pessoas. E a empresa fechou o ano anunciando que vai abrir um segundo turno em sua fábrica de Resende e contratará mais de 500 pessoas durante 2017. Como resultado, a Nissan aumentou seu market share, passando da média mensal de 2,5% para 3,5% após os Jogos – atingiu um pico de 4,1% em setembro, um recorde histórico da empresa no país.

Toyota do Brasil - Toyota registra o melhor ano de vendas desde o início de sua operação no País
A Toyota do Brasil registrou recordes em participação de mercado, produção e exportação em 2016. Fruto de uma estratégia bem arquitetada pela liderança da operação brasileira, a marca atingiu 8,8% de participação no mercado brasileiro de automóveis pela primeira vez desde o início de sua história no País há quase 60 anos atrás. O avanço de market share coroou um ano em que a Toyota do Brasil obteve crescimento em vendas mesmo em meio ao cenário de queda. No fechamento do exercício 2016, a Toyota do Brasil ficou, pela primeira vez, com a 5ª colocação entre as empresas com maior volume de vendas no mercado nacional. Contrária à tendência ocasionada por momentos acíclicos da economia, a rede de distribuidores Toyota cresceu e passou a contar com 218 pontos de vendas e serviços, 7% a mais que o total registrado no fechamento do ano de 2015. O inédito feito foi possível graças à consolidação de um plano de investimentos que corroborou para alavancar a força da marca na região. Mesmo em meio à crise, a Toyota seguiu firme com seu principal objetivo: apoiar o crescimento sustentável do País. Por isso, anunciou o investimento de R$ 600 milhões para expansão da planta de Porto Feliz, com incremento de 200 novas oportunidades de emprego. Outros R$ 46 milhões foram investidos na segunda etapa de revitalização da fábrica de São Bernardo do Campo, com abertura do primeiro Centro de Pesquisa Aplicada e Design da América Latina.

Motores e Transmissões   
      
FCA - Família Firefly

O Uno 2017 foi o primeiro modelo em escala global da FCA a receber a nova família mundial de motores Firefly. Ela foi desenvolvida para atender às mais rígidas normas e padrões de eficiência energética, emissões e durabilidade. Os novos motores não só atendem às resoluções Euro 6 e Proconve L6 como já estão preparados para as próximas etapas destes programas, e foram aprovados nos rigorosos testes do mercado norte-americano, que prevê durabilidade mínima de 240 mil quilômetros. Os inéditos motores 1.0 três cilindros e 1.3 quatro cilindros adotam a arquitetura de 2 válvulas por cilindro com geometria do conjunto otimizada – pela primeira vez usada em motores 1.0 três cilindros. Essa arquitetura resulta em potência elevada, o maior torque em baixas rotações de suas respectivas categorias e baixo consumo de combustível. O avançado sistema de combustão dos novos motores Flex permite maior eficiência tanto com etanol quanto com gasolina, representando o novo estado-da-arte para motores de duas válvulas por cilindro: o 1.0 alcança potência de 72 cv e torque de 10,4 kgf.m (gasolina) e 77 cv e 10,9 kgf.m (etanol), enquanto o 1.3 chega a 101 cv e 13,7 kgf.m (gasolina) e 109 cv e 14,2 kgf.m (etanol). De construção modular, com bloco em alumínio, a família engloba variantes de três e quatro cilindros com única dimensão de pistão e de cilindro nos dois casos. Essa concepção permite que componentes sejam compartilhados, racionalizando a produção e facilitando a manutenção.

MAN Latin America - Motor MAN E08 100% GNV
Com uma estratégia guiada pela inovação e sustentabilidade, a MAN Latin America desenvolveu um motor que opera com gás natural veicular e também biometano, para ser utilizado preferencialmente em aplicações urbanas, devido ao baixo nível de ruído (motor ciclo Otto) e ao baixo nível de emissões atmosféricas. Testes realizados em dinamômetro indicaram reduções significativas de poluentes comparado à tecnologia diesel — 95% de redução de material particulado, 70% de NOx e 20% de CO2). Devido a uma combustão completa e limpa, os bicos injetores, válvulas e óleo lubrificante trabalham mais “limpos” e, juntamente com um menor custo do combustível, promovem a otimização do custo total de operação. Uma vez que a poluição está concentrada nos grandes centros urbanos, esta tecnologia é ideal para aplicações urbanas. Os benefícios diretos desta tecnologia são a melhoria da qualidade de vida das pessoas, diversificação da matriz energética e maximização da eficiência operacional.

Nissan - XTronic CVT nos Nissan March e Versa: democratizando o câmbio CVT
Durante muito tempo existiu - e ainda acontece na indústria - um distanciamento entre o que há de melhor em termos de desenvolvimento de produtos e o segmento de entrada. Não para a Nissan. A empresa mostrou que mobilidade inteligente também é levar tecnologia de ponta a todos. Assim, democratizou o acesso ao câmbio continuamente variável, introduzindo o sistema no segmento dos compactos, nos modelos March e Versa, com o câmbio XTronic CVT, reconhecido mundialmente e difundido em carros da marca de segmentos superiores, como Altima e Murano. Esta transmissão da Nissan tem construção avançada, com duas polias de diâmetro variável, ligadas por uma correia metálica. Elas se afastam ou se aproximam, de forma inteligente, diminuindo ou aumentando a largura do canal por onde passa a correia. Assim, elevam ou reduzem a velocidade de acordo com a “ordem” enviada pelo pé do motorista. A caixa, feita pela Nissan especificamente para os compactos, é avançada e foi retrabalhada pelos engenheiros do Brasil, com base nas necessidades dos clientes – conforto, desempenho e economia – e levando em conta as condições de rodagem do dia a dia. O resultado é um conjunto forte, com entrega de torque precisa e linear, menos consumo de combustível – os 2 carros são Nota “A” em eficiência energética – e impressionante custo-benefício, já que o custo das revisões é o mesmo das versões com câmbio manual. Tanto que a versão com CVT já representa 60% das vendas totais do Versa e 30% das vendas do March.

Volkswagen - VW revoluciona mercado com Golf Comfortline com motor TSI Total Flex
O motor TSI Total Flex é produzido em São Carlos, no interior de São Paulo, e para sua aplicação no Golf foi aprimorado segundo critérios de eficiência energética combinada a alto desempenho e elevada robustez. Da família EA211, esse motor desenvolve potência de 125 cv e excelente torque máximo de 200 Nm (20,4 kgfm). Com a chegada do Golf Comfortline TSI, a Volkswagen se consagra no Brasil como a fabricante com a maior oferta de veículos equipados com motores que combinam injeção direta de combustível e turbocompressor – recursos que formam a base da tecnologia TSI, permitindo o downsizing (redução da cilindrada, com excelente desempenho), de forma a entregar muito prazer ao dirigir e alta eficiência energética. Todos os motores TSI se destacam por seu baixíssimo consumo de combustível, alta potência e elevado torque a partir de baixas rotações. Em termos de eficiência energética, o Golf Comfortline TSI tem classificação “A” no Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular do Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia), com consumo energético de 1,66 MJ/km, conforme a Portaria Inmetro nº 10/2012. A autonomia do modelo é exemplar: com gasolina, percorre 11,9 km/l na cidade e 14,3 km/l na estrada. Com etanol, são 8,4 km/l na cidade e 10,1 km/l na estrada. Números obtidos conforme a Portaria Inmetro nº 10/2012.

 

Profissional de Autopeças 

Presidente da Aethra Sistemas Automotivos - Pietro Sportelli     
Ousadia, percepção de mercado e a coragem de enfrentar as adversidades de cabeça aberta para a necessidade de continuar inovando e investindo, visando estar preparado para um futuro melhor e cada vez mais dinâmico. Pietro Sportelli tem a seu lado a experiência de mais de 40 anos no mercado de autopeças, diretores dotados de alto conhecimento e networking, e ainda o seu filho e vice-presidente da Aethra, Rafael Sportelli, que está encaminhado para suceder a liderança da empresa, além de estar moldando novos caminhos internacionais para o Grupo, prospectando principalmente na Europa e Estados Unidos. Mesmo diante de uma crise nacional, Pietro Sportelli garantiu a construção do otimismo em sua empresa, identificando que este é um momento chave para mais investimentos e inovações, deixando claro que o Grupo acredita em sua força e eficiência, apostando em uma retomada do mercado automotivo no Brasil. Para continuar no topo do setor de autopeças, a Aethra direcionou R$ 40 milhões para pesquisa e desenvolvimento (P&D) de novos projetos, indicando que o Grupo está pronto para um novo crescimento do mercado, além de ressaltar o seu poderio em inovações. Sob a tutela de Pietro Sportelli, a Aethra coloca-se como a maior ferramentaria e o maior polo de Roll Forming da América Latina, tendo também a exclusividade nessa região de produtos de destaque, como o tanque híbrido de aço com revestimento organometálico e a tecnologia totalmente inovadora de Hot Stamping (estampagem a quente).

Presidente da Fras-le e Vice-Presidente da Randon S.A. Implementos e Participações - Daniel Randon
Por acreditar que as crises são cíclicas e historicamente abrem espaço para um novo reposicionamento e grandes oportunidades, o diretor-presidente da Fras-le, Daniel Randon, entende que a crise está também na baixa produtividade e na qualificação dos talentos. Com este olhar é que ele e sua equipe têm trabalhado focadamente na gestão e na melhoria dos processos. Sabe-se que o mundo avançou para a era digital, que os gestores contam com preciosos aliados tecnológicos e que, por conta disto, não há espaço para práticas do século passado. Na cartilha da sobrevivência das empresas não podem sobrar gorduras que não gerem resultados. Na Fras-le, a lição de casa é permanente. Começa com uma minuciosa revisão dos processos, passa pela quebra de paradigmas e inclui redução de custos para chegar sempre a resultados cada vez mais qualificados. Para isso, o caminho é o da transparência nas ações e nas metas para que toda a força da empresa, que são as pessoas, esteja coesa. A governança corporativa se impõe e o que poderia ter apenas um conceito virou prática. Como resultado desta postura, começa-se a falar a mesma linguagem, cada um a seu jeito, em todos os níveis hierárquicos. A empresa, que integra um dos setores duramente atingidos pela crise econômica, conseguiu virar com êxito o ano de 2016. Um dos indicadores foi o recente aumento de capital bem-sucedido, com o ingresso da Gavea através de acordo de acionistas, que se traduz numa evidente sinalização de confiança nos projetos da Fras-le.

Presidente da ZF - Wilson Bricio
Mesmo com o cenário econômico desfavorável em 2016, a ZF continua investindo em novas soluções para atender o mercado brasileiro. Com as mais modernas tecnologias voltadas para a melhoria da mobilidade urbana e tendo em vista a oportunidade de oferecer soluções ainda mais modernas ao mercado, Wilson Bricio anunciou em 2016 o complemento aos investimentos iniciados há dois anos para a nacionalização de transmissões para veículos comerciais. Bricio anunciou que do total de R$100 milhões, R$ 30 milhões serão destinados para a localização da TraXon (transmissão automatizada de 12 ou 16 marchas) e R$ 5 milhões adicionais ao plano inicial serão destinados à nacionalização da 9AS EcoTronic, transmissão automatizada de nove marchas. Ambas serão produzidas na planta de Sorocaba a partir deste ano.

Presidente e CEO da Iochpe-Maxion - Marcos Oliveira
Presidente & CEO da Iochpe-Maxion desde 2014, Marcos Oliveira destacou-se em 2016 por liderar as operações das divisões Maxion Wheels, Maxion Structural Components e Amsted-Maxion no Brasil e no mundo focando em ações estratégicas que mitigassem os efeitos da crise. No Brasil, o executivo coordenou expressivas ações de redução de custos através da readequação de capacidade produtiva em rodas de aço enquanto liderava o crescimento dos negócios (produção e vendas) provenientes de suas plantas estrangeiras localizadas na América do Norte, Europa e Ásia, que juntas, representam hoje acima de 75% da receita global da Iochpe-Maxion. Marcos Oliveira e sua equipe de executivos concluíram também em 2016 um expressivo plano de investimentos em capacidade produtiva no Brasil e inaugurou uma nova fábrica de rodas de alumínio em Limeira, interior de São Paulo.


Profissional de Montadora

CEO da Toyota para América Latina e Caribe - Steve St. Angelo
A indicação de Steve St. Angelo como CEO para América Latina e Caribe em 2012, sustentada pelo próprio presidente executivo da Toyota Motor Corporation, Akio Toyoda, possibilitou à região uma direção ainda mais focada na obtenção de um crescimento sustentável. Sob a liderança de St. Angelo, a Toyota atingiu um inédito patamar em vendas no mercado latino-americano ao conquistar 10% de market share. Direcionadas por meio de seu mapa estratégico, todas as áreas da empresa passaram a contar com uma direção comum, atuando com indicadores de performance e metas focados nos processos, comportamentos e na cultura de melhoria contínua, uma das fortalezas e marcas da Toyota no mundo e que a tornou uma das corporações líderes em satisfação dos clientes. St. Angelo foi o criador e incentivador da filosofia corporativa pautada no crescimento sustentável de uma árvore: as pessoas são simbolizadas pelas raízes – é necessário que sejam fortes e para isso é preciso tratar o solo, fertilizar, regar. No fim deste meticuloso processo, o tronco também será forte e nele baseia-se o crescimento. Os frutos são resultados do cuidado e do tempo de preparo, baseado em investimentos que visem o fortalecimento da operação em toda a região da América Latina.

Presidente da CAOA Montadora - Mauro Correia
Seu trabalho como vice-presidente da CAOA Montadora desde 2014 teve como principal foco estruturar a planta da CAOA em Anápolis (GO) para a modernização de sua linha de produção e a chegada de novos produtos, traduzidos nas linhas de produção do modernizado Hyundai ix35 ISG com sistema Start/Stop e do novíssimo Hyundai New Tucson. Além disso, Mauro Correia comandou ações voltadas para preservação do meio ambiente, como o reaproveitamento dos resíduos da produção dos veículos, redução de 50% no volume de água consumida na fábrica com investimentos nos processos produtivos, na estação de tratamento de efluentes e na educação ambiental dos colaboradores, gerando uma economia de 87 milhões de litros de água potável. Os resultados atingidos levaram o engenheiro graduado pelo Centro Universitário da FEI, de São Bernardo do Campo, e com MBA na Universidade de Michigan, nos Estados Unidos, a ser escolhido para suceder Antonio Maciel Neto, na presidência da CAOA, no fim do ano de 2016. Em seguida, tomou posse como novo presidente da SAE Brasil para o biênio 2017/2018, sucedendo o também engenheiro Frank Sowade. Mauro Luis Correia acumula 22 anos de trabalho no setor automotivo, dos quais 20 anos na Ford e dois anos na Volkswagen. Atuou durante seis anos em empresas do segmento eletrônico, como Nokia e Semp Toshiba e é o 1º presidente da SAE Brasil vindo de uma montadora nacional.

Presidente da FCA - Stefan Ketter
Stefan Ketter está à frente da FCA na América Latina desde novembro de 2014, após liderar a implantação do Polo Automotivo Jeep, em Pernambuco. Nesse período, promoveu a integração das estruturas do grupo, implantando uma estratégia multimarcas, que assegurou à FCA a liderança no mercado brasileiro de automóveis e comerciais leves em 2016. A FCA Latam ganhou destaque na estratégia global do grupo. No ano passado, dois novos produtos mundiais tiveram sua estreia no Brasil: o novo Jeep Compass e a família de motores Firefly. Além disso, dois novos produtos foram totalmente desenvolvidos no Brasil: os Fiat Mobi e Toro. Sua estratégia está baseada em uma sólida plataforma de produção, no fortalecimento da cadeia produtiva local, no lançamento de novos produtos, na satisfação dos clientes e na capacitação de pessoas. O Polo Automotivo Jeep colocou três carros em produção em apenas um ano e meio. O Polo Automotivo Fiat passa por uma ampla modernização, incluindo novos processos. Os fornecedores, além de participarem de programas de capacitação, estão cada vez mais envolvidos no desenvolvimento de produtos e soluções. Até 2018, a FCA lançará um novo modelo por semestre em média. O grupo atua junto à rede de fornecedores para aumentar eficiência e rentabilidade. E a base para isso é uma equipe de profissionais bem preparada, que se tornou referência mundial no grupo. Isso tudo reflete em melhores produtos e serviços para o cliente, ampliando sua satisfação com as marcas do grupo.

Presidente da Hyundai Motor Brasil - William Lee
À frente da Hyundai Motor Brasil, William Lee lidera uma história de sucesso desde o lançamento do HB20, o carro que revolucionou o mercado de compactos, até a conquista, histórica, da quarta posição no ranking de montadoras do país. O marco, registrado no fim de 2016, quebrou um paradigma de 40 anos – desde 1976 o “Big Four” reunia as mesmas quatro montadoras – e é resultado do trabalho conduzido pelo executivo, baseado em pilares como inovação, confiança, excelência em produtos e serviços e foco no consumidor com produtos criados ou adaptados para suas necessidades e preferências. Lee inspirou a busca pela excelência em todos os profissionais da montadora e, mesmo frente a um ano desafiador como 2016, manteve a operação da fábrica de Piracicaba na sua totalidade, com todos os seus funcionários, em todos os três turnos. Isso manteve não apenas a produção próxima a 100% da capacidade, como atuou para o aquecimento do mercado e a manutenção de milhares de empregos. O executivo orgulha-se não apenas do 4º lugar do mercado, mas também da liderança do HB20 no volume de vendas da Hyundai no Brasil, com desempenho 25% superior em 2016 comparado a 2015, e o lançamento de mais um veículo fabricado em Piracicaba. O SUV compacto Hyundai Creta é um modelo global da marca com importantes adaptações de design e conforto para o brasileiro, e que já conquistou o mercado: venceu seis comparativos na imprensa especializada e registrou mais de 1.100 unidades apenas nas primeiras duas semanas de vendas.


Sustentabilidade e Responsabilidade Socioambiental


FCA - Biodiversidade no Polo Automotivo Jeep

A FCA desenvolve ações de conservação da Mata Atlântica, em projeto pioneiro na região Nordeste. O Polo Automotivo Jeep de Goiana (PE) foi construído em área que abrigava há séculos a cultura da cana-de-açúcar. O cultivo da cana contribuiu para devastar a Mata Atlântica, considerada um dos biomas mais ameaçados do planeta. Com as universidades Federal e Rural de Pernambuco (UFPE e UFRPE), a FCA pesquisou flora e fauna da Zona da Mata Norte, em um amplo levantamento bibliográfico, de modo a identificar o que havia de mata nativa na região antes do início da ação humana. Foi então concebido o Programa de Biodiversidade, com os objetivos de resgate de 208 mil mudas nativas da Mata Atlântica de 250 espécies diferentes, a criação de 304 hectares de área verde, a produção trimestral de 22 mil mudas em viveiro próprio e a formação de corredores ecológicos, para atração da fauna local. Já foi realizado, no Polo Automotivo Jeep, o plantio de mais de 50 mil mudas de 289 espécies e 24 famílias, sendo 21 espécies ameaçadas. O programa também contribui para que a educação ambiental se integre ao cotidiano escolar. São recebidos, semanalmente, alunos de 31 escolas públicas da região, na faixa etária de 10 anos, para promover aprendizagem sobre meio ambiente. Cerca de 500 adolescentes já participaram do circuito de educação ambiental, no Polo Jeep. Não basta plantar árvores, mas formar uma nova geração que entenda a importância da preservação da biodiversidade para promoção da cidadania e qualidade de vida.

Ford - Programa de educação prepara jovens para o primeiro emprego
Em abril de 2016, a Ford formou a primeira turma do Programa de Educação para Jovens, direcionado a estudantes em condições de vulnerabilidade social, de 16 a 24 anos, e que visa contribuir para a inserção desses jovens no mercado de trabalho, ampliando suas perspectivas de futuro por meio da promoção da educação básica e qualificação profissional. O programa prevê o desenvolvimento de competências relacionais e de gestão, com foco na postura e comportamento ético. Cem alunos de escolas públicas do município de Camaçari são selecionados a partir do critério da meritocracia, com base nas notas de português e matemática, ao longo do ano letivo. A ideia é valorizar educação, a despeito das dificuldades que possam existir no ensino público. O programa tem carga horária de 360h divididas em capacitação comportamental e qualificação profissional (auxiliar administrativo, eletricista, mecânico e auxiliar de logística). O curso ocorre em turnos de 4h/dia, de segunda a sexta. Ao longo do programa, são promovidas ainda palestras com profissionais da Ford, além de visitas a empresas, a fim de estimular a formação profissional e a construção de seu projeto de vida. Os alunos recebem uma bolsa para as despesas de alimentação e transporte. Este é um programa inovador porque promove a integração entre a comunidade estudantil e a empresa, contribui para uma nova consciência e mudança de comportamento dos jovens, fomenta a atuação socialmente responsável, além de permitir o engajamento dos colaboradores da Ford com a educação.

Nissan do Brasil - Projeto Caju: Legado muito além dos Jogos Rio 2016
A Nissan foi patrocinadora dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016, mas, além de apoiar o evento, fez questão de garantir que suas ações deixariam uma contribuição de transformação real para a sociedade. Por isso a empresa criou o projeto “Caju: Um Novo Olhar”, em parceria com a Fundação Gol de Letra, no bairro do Caju, uma das áreas mais carentes da cidade. Ele foi criado para oferecer cursos profissionalizantes voltados à inclusão de jovens no mercado de trabalho e preparar adultos para os ensinos superior e médio. O espaço que abriga o projeto tem quatro mil metros quadrados e possibilita que mais de 1.400 pessoas sejam atendidas mensalmente, entre jovens e adultos. São sete os cursos técnicos, formatados em parceria com o Senai e certificados pela Firjan: administração, alimentação de linha de produção, computação, eletricidade de baixa tensão, funilaria, logística portuária e pintura automotiva. Jovens, a partir dos 17 anos e que sejam moradores do Caju, podem se inscrever. Trata-se de um projeto de longo prazo que tem um objetivo atrevido de transformar toda a área do Caju, passando também por melhorias na infraestrutura local e na oferta de serviços básicos para a população. O projeto “Caju: Um Novo Olhar” contempla, ainda, os adultos que não conseguiram completar o ensino fundamental, o médio e que também queiram se preparar para o ensino superior com um curso pré-Enem.

Toyota do Brasil - Projeto APA Costa dos Corais
A luta pela preservação da Área de Proteção Ambiental (APA) Costa dos Corais, que contempla 413 mil hectares entre 3 municípios de Pernambuco e 10 de Alagoas, tomou força por meio do projeto Toyota APA Costa dos Corais. Trata-se de uma parceria entre a Fundação Toyota do Brasil, o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e a Fundação SOS Mata Atlântica. Há seis anos, a ação conserva recifes de corais, protege as áreas de manguezais, preserva o habitat do peixe-boi-marinho, um dos mamíferos aquáticos mais ameaçados de extinção, e promove a formação consciente de cidadãos e a capacitação de profissionais. Entre os resultados obtidos estão: a recuperação de espécies da Zona de Preservação da Vida Marinha (ZPVM), onde são permitidas apenas pesquisas científicas, de Tamandaré (PE), o fechamento de mais duas ZPVMs em Japaratinga e Maragogi (AL) para recuperação da vida marinha e a reintrodução de diversos peixes-boi à natureza. A ação contribuiu para que a espécie deixasse de constar na categoria “Criticamente em Perigo”, da Lista de Espécies da Fauna Brasileira Ameaçadas de Extinção em 2014. Atualmente, especialistas contabilizam até 1.000 peixes-boi entre Alagoas e o Amapá. Antes eram estimados apenas 500. Além da preservação ambiental, o projeto Toyota APA Costa dos Corais contribui com a formação dos cidadãos, geração de renda e turismo sustentável. É o exemplo da Associação Peixe-boi, que realiza o turismo de base comunitária na cidade, capacitando moradores e ex-pescadores para trabalhar no projeto. Cerca de 70 famílias vivem em razão da espécie. Em 2016, a Fundação Toyota expande suas parcerias na região, agora com o Instituto Biota, que promove a conservação de mamíferos aquáticos e tartarugas marinhas na porção sul da APA.

 

Veículo Comercial Leve

CHEVROLET S10
Bastante modificada externa e internamente, a Chevrolet S10 também mudou bastante sua parte mecânica. O resultado foi uma picape mais dócil na condução e mais equilibrada na estrada. Por dentro, destaque para a mesma central multimídia usada no novo Cruze. E o banco traseiro ficou mais confortável.

FIAT TORO
Construída em monobloco, e não no tradicional sistema de carroceria sobre chassi, a picape da Fiat tornou-se um fenômeno de vendas, devido à sua facilidade de condução. Estreou com motores 1.8 flex de 139 cv e 2.0 turbodiesel de 170 cv. Depois ganhou também uma versão 2.4 flex de 186 cv. A Toro tem versões 4x2 e 4x4 sob demanda e uma inovadora abertura da caçamba, num sistema de portinholas que abrem para os lados para facilitar o acesso.

FORD RANGER 2017
O face-lift dotou a Ranger do aguardado cinto de segurança com três pontos para o terceiro passageiro do banco de trás. A picape também ganhou piloto automático adaptativo, airbag de joelho e sensores de estacionamento na dianteira. A Ford dotou a picape de um novo motor 3.2 de 200 cv.

MERCEDES-BENZ SPRINTER 2017
A nova geração da Sprinter, fabricada na Argentina, estreou nas versões van de passageiros, furgão e chassi-cabine. Com novo design e mais itens de conforto e segurança, a linha 2017 equipara o modelo ao veículo que é vendido na Europa e nos EUA. As principais novidades são Assistente de Vento Lateral, luzes de circulação diurna, faróis de neblina e bancos maiores. O motor continua o mesmo.



Veículo Comercial Pesado   
    

Ford Caminhões - Cargo 2429
O Cargo 2429 Torqshift é um dos destaques da linha apresentada pela Ford Caminhões em 2016. O modelo tem transmissão de 10 marchas, tração 6x2, peso bruto total de 23 toneladas e capacidade máxima de tração de 38.000 kg. Chegou ao mercado com o preço de referência mais competitivo da categoria e em duas versões: cabine simples e leito. O novo 2429 Torqshift reúne o conforto, praticidade e segurança de uma transmissão automática no dia a dia do trânsito e nas rodovias com a funcionalidade de um câmbio manual para situações específicas.

Mercedes-Benz - Actros Rodoviário 2651 6x4
O caminhão Actros é o resultado concreto do slogan utilizado pela Mercedes-Benz, “As Estradas falam. A Mercedes-Benz ouve.” Esse produto, desenvolvido no Centro de Desenvolvimento Tecnológico de São Bernardo do Campo (SP), reúne componentes e equipamentos que foram demandados pelos clientes da marca nos últimos anos. O Actros “mix-road” está sendo reconhecido pelos clientes por conta de seu desempenho tanto nas estradas de terra, quanto em asfalto, operando com a mesma eficiência em condições diferentes de uso. Seja no Mato Grosso, no interior de Goiás ou no Paraná, o caminhão Actros está rodando em todos os cantos do país, demonstrando ampla versatilidade no atendimento a várias demandas dos clientes. O Actros também tem expandido sua presença em aplicações rodoviárias, como o transporte de cargas frigorificadas, tanques de combustíveis e produtos químicos, transporte de grãos, cegonheiro e porta-contêiner. Com apenas um ano de seu lançamento, o Actros já obteve um aumento de 145% nas vendas no mercado brasileiro. Foram mais de 700 unidades emplacadas, sendo 260 do Actros 2651 – considerado o caminhão mais potente produzido pela Mercedes-Benz no Brasil. Com o motor de 13 litros com 510 cv e maior tanque de combustível do segmento 6x4, com 1.080 litros, o Actros 2651 oferece ao cliente uma economia de até 5% no custo operacional, o que superou suas expectativas. Todo esse sucesso é resultado do compromisso da Empresa em ouvir as estradas e transformar as necessidades dos clientes em soluções rentáveis de transporte.

MAN Latin America - Constellation 19.360 e 25.360
A grande competitividade no transporte de cargas no mercado brasileiro gerou a necessidade de aumento da velocidade média dos caminhões rodoviários. Isto acarretou migração de uma parte do segmento de entrada dos cavalos mecânicos de 330 cv para potências ligeiramente maiores. Atenta a esta nova realidade de mercado, a MAN Latin America lançou os novos modelos com 360 cv de potência, desenvolvidos para atender às necessidades dos transportadores brasileiros, buscando uma solução econômica e eficiente para resultar na melhor relação custo-benefício. Contam ainda com a opção da transmissão automatizada, que combina o baixo custo de manutenção de uma caixa de câmbio manual com a facilidade da mudança automática de marchas, proporcionando conforto, maior produtividade do motorista e economia na operação.

Scania - Primeiro ônibus nacional movido a biometano/GNV
Após o sucesso no Brasil das demonstrações com um modelo sueco abastecido com biometano e GNV, entre 2014 e 2015, a Scania apresentou em 2016 o veículo similar nacional. Primeiro nesta configuração no País, o ônibus é equipado com o versátil motor Scania desenvolvido para utilizar como combustível biometano, GNV ou uma mistura de ambos em qualquer proporção. Ele vem despertando o interesse como uma solução para uma mobilidade urbana mais sustentável, considerando os aspectos sociais, ambientais e econômicos. Representa um avanço na viabilidade real de combustíveis alternativos, pois o biometano – que não precisa de subsídios – pode ser originado de dejetos animais e restos da produção agrícola. Em razão do Brasil ser um dos líderes mundiais de produção de aves, por exemplo, o biometano também criará uma nova cadeia de abastecimento para gerar uma renda que hoje está subaproveitada. O ônibus ainda chama a atenção pela redução de custos operacionais por quilômetro rodado (em demonstração em São Paulo, o modelo sueco chegou a um considerável índice de 30%). Ele diminui a poluição sonora (é extremamente silencioso) e de emissões, pois em comparação com um veículo similar a diesel emite 85% menos gases poluentes, se abastecido com biometano, e 70%, se estiver movido com GNV. Seu motor já atende a legislação Euro 6. Para oferecer as vantagens deste produto inovador, plenamente adaptado ao operador brasileiro, foi iniciado um projeto que exigiu um novo layout da carroceria. Dessa forma, não são necessárias muitas mudanças na carroceria tradicional.

 

Veículo de Passageiros 

HYUNDAI CRETA
Um dos lançamentos mais aguardados do mercado, é a versão brasileira do Hyundai ix25. E chegou com motores 1.6 e 2.0 e câmbio de seis marchas (manual ou automático). As duas motorizações o posicionam numa ampla faixa de preços, pois seu objetivo é brigar pela liderança no segmento. O motor 1.6 é o mesmo do HB20. Já o 2.0 veio do Hyundai Elantra, que cedeu também a plataforma.

JEEP COMPASS
A nova geração deste SUV médio passou ser fabricada no Brasil, único país a lançá-lo comercialmente em 2016. O Compass tem uma ampla opção de versões, com motor 2.0 flex de 159/166 cv (gasolina/etanol) e 2.0 a diesel de 170 cv. O câmbio pode ser manual ou automático e a tração é 4x2 ou 4x4, com seletor de terreno. O porta-malas tem 388 litros na versão Trailhawk e 410 litros nas demais.

NISSAN KICKS
O Kicks chegou ao Brasil vindo do México nas versão topo de linha SL e na série especial Rio 2016. Ganhou a versão intermediária SV quando passou a ser fabricado no Brasil. O crossover foi feito sob medida para o mercado brasileiro, com um visual agressivo e um motor 1.6 flex de 114 cv. A Nissan apostou suas fichas no painel digital com inúmeras configurações e no conforto dos bancos desenvolvidos pela Nasa.

PORSCHE 911
Pela primeira vez na história, o icônico Porsche 911 passou a ser vendido apenas com motores turbo. Uma mudança e tanto, considerando que fez sua fama com motores aspirados (e inicialmente refrigerados a ar). O motor é o 3.0 biturbo de 370 cv na versão Carrera e 420 cv na versão Carrera S. Para combater o retardo característico dos motores turbo, a Porsche adotou duas pequenas turbinas, uma para cada bancada de cilindros.


 

Automotive Business – Av. Iraí, 393, cjs. 52/53, Moema, 04082-001, São Paulo, SP, tel. 11 5095-8888.